Cruz Gloriosa e Santuário da Reconciliação

A Cruz Gloriosa, sinal de Jesus Ressuscitado

croixcol.gif (31842 octets)

Unidade luminosa é o seu primeiro símbolo.
A sua seta eleva-se à mesma altura de Jerusalém, 738m, 6 x123 diz Jesus, e larga de 43 m, ela suporta braços de 123 m.
O interior da coluna de 30 m de diâmetro é um espaço livre, tal como o Santo dos Santos no tempo de Jerusalém.
Deus é UM, Único, o Messias Ressuscitado e a sua Cruz Gloriosa.
Dois anéis no chão, um de 333 m à volta da Cruz e outro de 288 m à volta do Santuário, marcam o espaço nupcial da união de Jesus e da Igreja.

Três é a estrutura metálica entrelaçada da Cruz. Os triângulos lembram-nos a Glória de Deus, as glórias radiosas dos nossos tabernáculos, dos nossos altares ou dos frontões das igrejas, onde está inscrito o nome de Deus. Javhé = Eu sou, aquele que um e três está acima de tudo. 3 são as rosáceas das extremidades da Cruz que onde o número de ouro determina as proporções.

Quatro é o dobro do quadrado das três estrelas da Ressurreição repetidas duas vezes em cada extremo da cruz. Estes doze quadrados recordam-nos o tétragrama de Deus: " Eu sou quem sou ". Mas também a encarnação onde Jesus é carne, quer dizer de terra, de água, de fogo e de ar. 4 elementos do mundo material mas também espiritual por cima dos " 4 viventes cobertos de olhos " Aparição 4, 6, os 4 querubins da Arca da Aliança, ou os 4 anjos da guarda dos evangelistas: o touro, a águia, o leão e o anjo.
Seis é o número do homem. É também o númerodas mensagens de S. Miguel. Ele surge nos hexágonos e nas estrelas de David ou de Carmel, nas estruturas metálicas da pequena coroa interior da Cruz. É o algarismo da Redenção, do Servidor sofredor, filho de David, de José e de Maria. Ele " fez-se pecador por nós ", para nos livrar da " Besta ", a serpente original cujo " número é 666 ". Apoc 13, 18. treillis.gif (647744 octets)

emboutscroix.gif (365543 octets)

Oito é o símbolo do Messias Ressuscitado, tal como nas igrejas romanas da Auvergne.
Uma rosácea a norte com oito cruzes, está na fachada de Notre Dame de
Dozulé, igreja da paróquia, construída pelo Padre Durand, no século XIX. Esta estrela encontra-se situada no meio das 3 rosáceas das extremidades. Estrela de Belém, coroa de espinhos da Cruz, Cruz do Ressuscitado. É o número do Salvador, o Fiel e Verdadeiro, que Apo. 19, 11 é o vencedor da "Besta", de todo o sofrimento e de toda a morte. O sinalde Jesus Salvador é 888.

Doze é o símbolo do povo de Deus. Ele é oriundo das doze tribos de Israel e dos doze apóstolos de Jesus. A cruz é composta por 12 colunas de 738 m e de doze travessas de 123 +42+123 = 288 m.

Vinte e três barras unem estas 12 vigas de travessa entre 574 m e 615 m de altura. 23 são os números do Pequeno Sinédrio.

Vinte e quatro escadas seguram a Cruz, 12 elevam-se em direcção ao céu e 12 vão de Este a Oeste, a 574 m de altura. As pequenas barras são de 10,78 m e a altura entre elas é de 13,63m. Relembramo-nos da escada de Jacob da Génese Gn. 28, 12 donde desciam e subiam os anjos de Deus. "É certamente, o Senhor, quem está aqui e eu não o sabia". "Que lugar temível! Ele à apenas a casa de Deus. É a porta do céu".
Cinquenta e cinco pequenas barras elevam-se em direcção ao céu, nas 12 escadas da Cruz, 55 como o número das mensagens.
Setenta e um, número do Grande Sinédrio sera o número de lugares para os sacerdotes No Adro das Nações.
Cento e cinquenta e três anéis circundam 12 pilares da Cruz. Anéis de Luz. Nuvens brancas de dia e luminosas de noite, pairam sobre os peregrinos, mas saem também da terra como uma oração de renda da Esposa de Deus, a mulher de Jesus, sua Igreja. Para Moisés, é uma Sarça Ardente, chamas de fogo no vento de Pentecostes. É uma pomba de asas abertas para o regresso de Cristo, como no seu baptismo. É a união do Esposo com a Esposa, de Cristo com a sua Igreja. Eles são o grande sinal da Paz.
S. João Apoc . 22, 17 e Madeleine Aumont, rezam: " O Espírito e a Esposa dizem, vem. Amém. Vem Senhor Jesus ".

A.M. D.B. 13 de Outubro de 1998

tabla

mensajes

Simbolica y Arquitectura

Estudio factible

Informaciones

E-mail

 

O Santuário da Reconciliação, símbolo da unidade.

Jesus quer reconciliar e unir no seu Santuário, as igrejas dos 11 Apóstolos, de Matias, de Paulo, Barnabé, o apóstolo dos Apóstolos : Maria Madalena e a rainha dos Apóstolos Maria.
Este Santuário é um lugar santo, sagrado, santificado, consagrado. Como muitas catedrais, é inspirado na morada de Deus em S. João Apoc. 21-22.
A sua "medida humana", é o côvado. Tem 144 côvados de alto, de comprimento e de largura, o que significa a perfeição da caridade.
As suas paredes são de jaspe cristalino, castanho como a terra, e cristal transparente de luz.
É a " morada de Deus ", " a Cidade Santa ", " a Noiva ", " a Jerusalém Celeste " que " descende da casa de Deus ". A igualdade das 3 dimensões é simbólica da dádiva do céu vinda do " Alto ", do tamanho da caridade de Cristo, e da quantidade de Amor do Espírito Santo. Ela é ainda à imagem da Criação na Trindade de Deus, 3 vezes santos e da Encarnação do filho de Deus na doçura do sopro do Espírito Santo.

O Santuário é fundado assim, com a Igreja, nos 12 Apóstolos. Abre-se a toda as nações pelas 12 portas em forma de pérolas nas quais estão inscritos os nomes das doze tribos do Povo de Deus. Os 12 alicerces de pedras preciosas são todos diferentes, tal como os Apóstolos. Cada um dos Apóstolos possui uma das pedras do peitoral do Grande Padre que, para nós, é Cristo. Doze em hebraico significa " a procura da palavra  ". É a procura bíblica e evangélica da Palavra de Deus.

Cada porta do Santuário é guardada por um anjo. Haverá 3 anjos, como na Bíblia, mais os nove coros dos anjos: Serafim, Querubim, Trono, Dominação, Principado, Potesdade,Virtude,Arcanjo, Anjo.
A cúpula coroa o Santuário. Este é, à imagem divina a " terra descendente do céu ", renovada por Deus. Ele tem 90 côvados de altura, seja 45 m. Jerusalém sera no zénite do planisfério, O polo do mundo !

 

sanctuairep4.gif (290391 octets)

O Santuário com o aro de 1 m eleva-se a 123 m, comprimento dado por Jesus aos braços da Cruz. E a Cruz de Jerusalém, que lhe acrescenta mais 7 m ao cume, sustenta a seta do Santuário a 130 m (S. Pedro de Roma culmina a132,5 m). A Cruz implantada no lugar de Jerusalém, recorda-nos a 1ª igreja do mundo, e as 4 pequenas cúpulas, os 4 evangelistas ou as 4 primeiras dioceses - Roma,Constantinopla, Alexandria, Antioquia - da Igreja universal, única, santa, católica e apostólica .

J.C., D.B. 21 de Julho de 1998

chapelle.gif (60443 octets)

bassindec96.gif (275898 octets)

A Capela de S. José

A Cova da Purificação

Jesus pede um Santuário da Reconciliação

I. Foram consultados numerosos arquitectos os quais se interrogam: que programa?
1) Aos pés da Gloriosa (3ª Aparição, 7 de Dezembro de 1972)
A geografia dos Outeiros indica naturalmente o pequeno Outeiro, larga plataforma quadrada a Este da Hautte Butte e ao Norte da Cova de Purificação. É o único lugar natural favorável, à dimensão da medida dada por St. Jean.
2) Um Santuário da Reconciliação ( 8ª Aparição, 12 de Junho de 1973)
Que quer Cristo? Quem reconciliar? E com quem?
a) " Esta carta dirige-se ao Chefe da Igreja " (33ª Aparição, 4 de Julho de 1975).
b) " Vós, chefes das Igrejas, na verdade digo-vos, é por esta Cruz erguida sobre o mundo que as nações serão salvas. "
Deus Pai, diz Jesus, deseja salvar as nações e dar a sua misericórdia. Ele precisa a Madeleine que o Espírito Santo, " o Consolador guia-vos ", 45ª Aparição, no dia 1 de Julho de 1977.
Esta Reconciliação é: 1) Salvação do Pai
2) Misericórdia do Filho
3) Guia do Espírito Santo
O Pai quer salvar os blasfemadores, 10ª Aparição, 7 de Setembro de1973;
O Filho resgata os escandalosos,
O Espírito Santo guia no caminho certo - aqueles que se afastam de Deus e os arrependidos.
Jesus dirige-se à " humanidade inteira ". 35ª Aparição, 5 de Dezembro de 1975.
Portanto, o Santuário será um local santo:
1. da Reconciliação do chefe e dos chefes das igrejas,
2. da salvação das nações e de toda a humanidade,
3. dos pecadores, dos padres e das religiosas, das almas fiéis, dos pagãos,
4. " Atirarei à unidade da Igreja "  hereges e dos apóstatas " diz Jesus.
5. das crianças e dos humildes e daqueles que persistirão até ao fim.
6. das almas do Purgatório, dos corações endurecidos, das almas geladas e "daqueles que magoam mais profundamente o meu coração" disse Jesus no dia 5 de Dezembro de 1975,
7. e mesmo daqueles sobre os quais Satanás tem poder,
8. enfim, da "humanidade à beira do abismo."

Sanctpla.GIF (96878 octets)

II. Como viver a unidade das Igrejas e dos crentes? Conhecendo-as!

1. A Igreja Católica, com o Papa João Paulo II e 11 patriarcas orientais ou latinos, está estruturada sobre o Sacerdócio. Paulo VI fará bispos todos os cardeais. Prevalece o sacerdócio ministerial e a relação com Cristo = Padre. Num mundo científico, industrial que apostata = perde a fé, eles são em primeiro lugar, filhos da caridade. Aí, participam um milhar de fiéis.
2. A Igreja Ortodoxa, bizantina ou oriental, é oriunda dos apóstolos. Ela é estruturada por monges que só poderão tornar-se bispos ou patriarcas. Prevalece o sacerdócio profético e o escutar do Espírito Santo. São 19 igrejas: Constantinopla, Alexandria 2, Antioquia 2, Jerusalém, Arménia, Cilicie, Géorgia, Assyrie, Etiópia, Chipre, Sinai, Grécia, Macedónia, Bulgária, Sérvia, Roménia, Rússia. Eles são testemunhos privilegiados da Esperança, no mundo islâmico em particular. 175 milhões de fiéis para 1 milhar de Muçulmanos.
3. As igrejas Protestantes, oriundas da Europa de Oeste, de Lutero, Calvin, Zwingli, são 320 Igrejas no Conselho ecuménico das Igrejas. Luteranos, Reformados, Baptistas, Metódicos, Pentecotistas, Evangélicos, Anglicanos, Presbiterianos, Exército do Adeus, Adventistas, Taizé são 400 milhões de fiéis. Eles têm uma missão específica à evangelização. Eles abandonaram o sacerdócio e o monaquismo. Eles privilegiam a Fé e toda a missão divina do Pai em relação à humanidade, " crescei e multiplicai-vos ", tanto no campo temporal como espiritual. Eles são os mais numerosos no mundo anglo-saxónico. O seu sacerdócio é sobretudo pastoral e real.
4. O Judaísmo, o Islamismo, os Testemunhos de Jeová esperam pela vinda ou a volta do Messias que abolirá a Charia.
Como conhecer-nos unos e unidos em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo? É por este sacerdócio comum aos fiéis que une o sacerdócio real dos laicos, sobretudo nos protestantes, o sacerdócio profético dos consagrados, principalmente nos ortodoxos e o sacerdócio ministerial dos diáconos, padres,bispos e o papa sobretudo nos católicos. Isto formará " uma admirável troca ", segundo diz a oração eucarística.
"Amai o próximo como Eu vos amo. Que o vosso olhar seja de Amor e Bondade para cada um de vós! Beijai uma pessoa presente por amor e caridade. Este gesto é sinal de Amor e de Reconciliação para o mundo inteiro. Alegra-te, Maria, disse o Arcanjo Gabriel aquando da concepção do Filho do homem. Na verdade,Digo-vos, hoje hei-lo igual. Alegrai-vos pois o tempo está próximo em que o Filho do homem virá na Glória. Satanás será destruído. Não restará mais nada senão Paz e Alegria", 14ª Aparição, 1 de Março de 1974.

                                    merS6.gif (232126 octets)         © Copyright Ressource

III. Quais são os sinais sagrados que unem?
Desde o jardim do Paraíso, a Arca de Noé e a família de Abraão?
A) A Bíblia indica a direcção para o Oriente. Os sinagogas voltaram-se para Jerusalém e para o Templo. É próprio dos cristãos virarem-se para o oriente, local da vinda do Messias. De igual modo os Muçulmanos, para quem o mihrab (nicho) assinala o qibla (direcção), viram-se em direcção a Mecca, nova Jerusalém. Perto do mihrab, a cátetra (minbar) do Imam com o seu dossel é local da Palavra.
Moisés criou o primeiro tabernáculo (5m x 5 m x 5 m). É a tenda da Presença de Deus.
1. A sua primeira partida será o Santo dos Santos de Salomão.
Ele o depositará, na Arca de Aliança de Moisés,

as Tábuas da lei (10 mandamentos),
o Ramo de Aaron (bastão pastoral),
ƒ
a taça de Maná (o pão de Deus).
2. O lugar de culto da Morada é o Santo do Templo, onde se encontra:
a mesa das ofertas dos 12 pães (1 por tribo),
a candelária com 7 lâmpadas (da luz divina),
o altar dos perfumes (da oração elevada em direcção a Deus).
3. O adro da Tenda e do Templo tem 3 locais:
o altar dos sacrifícios ou dos holocaustos, onde o povo faz ofertas a Deus.
ˆ
as duas colunas Yakim, Boaz ( Deus fortalece e reconforta),
a bacia de bronze para a purificação ( 5 m de diâmetro).
NB: os rituais de purificação são também comuns aos Muçulmanos e aos hindus.
B) Os Evangelhos e as Igrejas têm locais sagrados: dos sacramentos.
* . a comunidade santa, povo de padres, de reis e de profetas,
* . a Palavra divina, a Escrita e a tradição,
1. o Baptismo, nascimento em Deus três vezes santo,
2. a confirmação em Espírito de Deus,
3. a Eucaristia, Oferta, Sacrifício, Refeição da Comunhão em Cristo,
4. o Perdão dos pecadores,
5. a Unção dos doentes,
6. a Ordem dos Bispos, Padres, Diáconos que servem a Igreja,
7. o Matrimónio, onde Deus torna insolúvel o consentimento dos esposos.

D.B. , dia 15 de Maio de 1998

                                Francité                     SavoieS9.GIF (311974 octets)                     © Copyright Ressource

Indice das aparições

mensagens

Cruz e Sanctuário

Estudo sobre a construtibilidade

Conselhos Úteis

E-mail